185 engenheiros demitidos de uma só vez da GM em São Caetano do Sul

A multinacional do setor automobilístico General Motors (GM) demitiu 185 engenheiros em suas unidades do Estado de São Paulo, de acordo com o Sindicato dos Metalúrgicos de São Caetano do Sul.

Fábrica da GM em São Caetano do Sul – Foto: Sindicato dos Metalúrgicos de São Caetano do Sul

Do Hora do Povo

A multinacional do setor automobilístico General Motors (GM) demitiu 185 engenheiros em suas unidades do Estado de São Paulo, de acordo com o Sindicato dos Metalúrgicos de São Caetano do Sul.

As demissões também foram repudiadas pelo Sindicato dos Engenheiros do Estado de São Paulo (SEESP), segundo o qual a empresa cortou 125 trabalhadores com Plano de Demissão Voluntário (PDV) aberto entre os dias 28 e 30 de agosto. Outras 60 demissões foram na cidade de Indaiatuba após uma tentativa frustrada de PDV sem adesão.

A GM não confirmou o número de demissões, dizendo apenas, em nota, que a empresa “abriu um Plano de Demissão Voluntária (PDV) no dia 28 de agosto de 2019 para algumas áreas funcionais alocadas no Complexo de São Caetano do Sul com o objetivo de ajustar a estrutura às necessidades do negócio. O prazo para adesão ao PDV foi até 30 de agosto de 2019″, disse, sem explicar os motivos desse “ajuste”.

 

ESCREVA SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui