Crítico alemão mostra como a literatura transforma a civilização

Recém-lançado no Brasil, “O Mundo da Escrita”, de Martin Puchner, é comentado pela professora Marisa Midori

Foto: USP

Recém-lançado no Brasil, “O Mundo da Escrita”, de Martin Puchner, é comentado pela professora Marisa Midori


Por Roberto C. G. Castro – Editorias: Atualidades, Colunistas, Marisa Midori, Rádio USP – URL Curta: jornal.usp.br/?p=256858


 

O imperador macedônio Alexandre, o Grande (356-323 antes de Cristo), foi profundamente influenciado pela Ilíada, de Homero, que lhe dava o exemplo do líder grego Aquiles para inspirar suas conquistas. Antes dele, Assurbanípal (690-627, aproximadamente), rei da Assíria, teve como modelo a Epopeia de Gilgamesh, um poema épico sumério sobre o mitológico rei Gilgamesh. Mais recentemente, o Manifesto Comunista, de Marx e Engels, embalou milhões de mentes e corações em vários países e modelou a Revolução Russa de 1917.

Esses são alguns exemplos citados pelo crítico literário alemão Martin Puchner em seu livro O Mundo da Escrita – Como a Literatura Transformou a Civilização, lançado em maio passado pela Editora Companhia das Letras.

O livro foi comentado pela professora Marisa Midori em sua coluna Bibliomania, transmitida no dia 5 de julho de 2019 pela Rádio USP (93,7 MHz).

ESCREVA SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui