Em diário, FHC admitiu ‘botar a mão na lama’ para negociar com Congresso

“Na proximidade de todos nós circulam malandros, é difícil evitá-los”, disse ele

Foto : Valter Campanato/ Agência Brasil

“Na proximidade de todos nós circulam malandros, é difícil evitá-los”, disse ele

Por Juliana Almirante 

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso admitiu que foi preciso “botar a mão na lama” para negociar com o Congresso, quando estava à frente do Palácio do Planalto. A informação é da coluna de Bernardo Mello Franco, do jornal O Globo.

“Na proximidade de todos nós circulam malandros, é difícil evitá-los”, disse ele. As declarações estão nos últimos volumes dos “Diários da Presidência”.

No início do ano de 2001, o ex-presidente havia registrado seu incômodo com o interesse de aliados pelo dinheiro público.

“Há setores políticos da base que são uma podridão. Esse é o problema do Brasil”, reclamou. “Não é a maioria, mas os mais espertos dominam parte importante da maioria, e eles são partes do jogo brasileiro”, completou.

ESCREVA SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui