Hacker expõe interferência de Moro na Lava Jato

Álvaro Moisés repercute o caso que se tornou o grande destaque do noticiário político atual

Foto: USP

Álvaro Moisés repercute o caso que se tornou o grande destaque do noticiário político atual


Por Simone Lemos – Editorias: Atualidades, Colunistas, José Álvaro Moisés, Rádio USP – URL Curta: jornal.usp.br/?p=251798


 

O conteúdo das mensagens vazadas sugere que Sérgio Moro – então juiz da Lava Jato – e o procurador Deltan Dallagnol teriam discutido vários temas que se referem a diferentes fases daquela operação, provas relativas a denúncias e aplicação de penas a acusados, além da autorização da entrevista do presidente Lula antes das eleições. O site também cita a possibilidade de que os procuradores da Lava Jato, principalmente os procuradores do Ministério Público, também tivessem dúvidas, por exemplo, quanto à validade das provas do caso do tríplex do Guarujá, pelo qual o ex-presidente Lula foi condenado. Segundo o professor José Álvaro Moisés, “em tese, as mensagens teriam mostrado que pode ter havido uma confusão ou uma simples diluição da distinção do que deve existir entre o papel do acusador e o papel do julgador”.

ESCREVA SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui