Pelos ares

Uma tempestade solar, uma erupção de um supervulcão, e tudo voa pelos ares...

Foto: Google

{PELOS ARES}

Uma tempestade solar,
uma erupção de um supervulcão,
e tudo voa pelos ares…
até quando teremos internet ainda?…
manutérgio do sacerdote
que enxuga as mãos,
quiça, antes, sujas de sangue inocente…

meu bodum, meu fartum, minha catinga…
sei o que sentia Zumbi dos Palmares…
eu também mordo qual um cão,
acho que disse Diógenes de Sínope,
o Cínico… eu sou uma overdose
de decepção, de desilusão… o ciclope,
gigante com apenas um olho no meio da testa, é filho de Zeus…
quem é capaz então de fazer previsão?…


07/11/19
VII/XI/XIX

JUDDÁ SAMUEL


 

Read in English, translated by Marie Elaine, Click (Here)

ESCREVA SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui