Pontal do Bainema: recanto escondido na Ilha de Boipeba parece uma miragem em praia deserta

Sou daquele tipo de pessoa que ama viajar e conhecer lugares novos, mas tem um canto do mundo em especial que faço questão de revisitar de tempos em tempos. Com todas as dificuldades para chegar, a Ilha de Boipeba, mais precisamente a vila de Moreré, na Bahia, ainda consegue me fisgar de volta a cada ano. Acontece ainda que, de dois anos para cá, o trajeto ficou ainda maior e mais gostoso com a abertura do Pontal do Bainema.

Pontal do Bainham

Sou daquele tipo de pessoa que ama viajar e conhecer lugares novos, mas tem um canto do mundo em especial que faço questão de revisitar de tempos em tempos. Com todas as dificuldades para chegar, a Ilha de Boipeba, mais precisamente a vila de Moreré, na Bahia, ainda consegue me fisgar de volta a cada ano. Acontece ainda que, de dois anos para cá, o trajeto ficou ainda maior e mais gostoso com a abertura do Pontal do Bainema.

Pontal-do-Bainema_bar-fora_Gabriela-Rassy.jpg
O lindo Pontal do Bainema em dia de sol

Para quem nunca teve a oportunidade de ir, já aviso que o trajeto não é simples – mas vale cada segundo quando chega lá. Primeiro de tudo, é preciso chegar até o ferry boat de Salvador. A partir de lá, 4 horas de um combo ônibus + lancha + trator te levam à pequena vila de 400 habitantes. Mas, para este roteiro, acrescente aí uma caminhada linda, que começa passando por um corredor de hibiscos e casinhas de caranguejos Guaiamum, e dura 3km pela comprida praia do Bainema. Ali naquela belíssima praia isolada, lugar onde tem umas poucas fazendas de côco e uma casa de vidro, está um pequeno oásis.

Ferry-Salvador-Itaparica-por-Gabriela-Rassy.jpg
O caminho pode ser longo, mas uma recepção dessas? Ali entre Salvador e a Ilha de Itaparica

 

Praia-de-Moreré_Gabriela-Rassy.jpg
E a praia do Moreré. Como não amar?

 

Praia-do-Moreré-por-Gabriela-Rassy-2.jpg