Projeto de lei torna a saúde bucal um direito do idoso

Antônio Carlos Morato diz que o projeto de lei reforça um direito que já é previsto na própria Constituição

Foto: USP

Antônio Carlos Morato diz que o projeto de lei reforça um direito que já é previsto na própria Constituição


Por Sandra Capomaccio – Editorias: Atualidades, Rádio USP – URL Curta: jornal.usp.br/?p=260335


Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) de 2013, divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) um quarto da população brasileira até 2043 será de idosos. Com isso o governo tem grandes desafios para que esse grupo de pessoas tenha saúde e qualidade de vida. Dados da PNS, mostram que 41,5% das pessoas acima de 60 anos perderam todos os dentes.

A digestão começa com uma boa mastigação, o que é impossível com a ausência dos dentes, por isso é tão importante cuidar da saúde bucal uma vez que ela influencia a saúde geral. Um projeto apresentado na Câmara dos Deputados, que inclui a saúde bucal, reforça um direito que já é previsto na própria constituição federal, segundo o advogado Antônio Carlos Morato, professor do departamento de Direito Civil da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo.

ESCREVA SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui