‘Venderemos todas que sejam possíveis’, diz secretário do governo

Salim Mattar assegurou, no entanto, que BB, Caixa e Petrobras não serão privatizadas

Foto : Marcelo Camargo/Agência Brasil

Salim Mattar assegurou, no entanto, que BB, Caixa e Petrobras não serão privatizadas

Por Lara Curcino 

O secretário especial de Desestatização, Desinvestimentos e Mercados do Ministério da Fazenda, Salim Mattar, reforçou mais uma vez hoje (11), durante o Fórum de Investimento Brasil 2019, que o Banco do Brasil, a Caixa Econômica Federal e a Petrobras não vão ser privatizadas durante o governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

“No meu mandato não consta a privatização da Petrobras, nem da Caixa e nem do Banco do Brasil. Essas empresas não serão vendidas”, afirmou. A informação é da Agência Brasil.

De acordo com ele, no entanto, há sim a intenção de privatizar todas as 637 estatais do país, mas algumas ficarão de fora da desestatização. “Venderemos todas que sejam possíveis de serem vendidas, mas não serão vendidas algumas empresas militares de segurança nacional e empresas que o Congresso achar que não devem ser vendidas”.

1 COMENTÁRIO

ESCREVA SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui